fbpx

Vacina contra Gripe H1N1 sofre mudanças em 2017

Vacina contra Gripe H1N1 sofre mudanças em 2017
maio 15th, 2017 | Sem categoria | No comments

Vacina contra Gripe H1N1 sofre mudanças em 2017

A vacina contra a gripe que será disponibilizada na campanha nacional deste ano terá uma nova cepa do vírus Influenza A/H1N1. Esta é a primeira modificação na vacina desde 2010 e só ocorreu porque foi constatado que o vírus havia sofrido alterações genéticas no ano passado, segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

A Organização Mundial da Saúde (OMS) é o órgão que recomenda a atualização das vacinas contra a gripe, com base na amostragem coletada de pacientes em centros do hemisfério Sul e Norte. No Brasil o desenvolvimento da vacina nos laboratórios dura cerca de 6 meses.

De acordo com a Anvisa, a vacina de 2017 disponibilizada pelo Sistema Único de Saúde (SUS) é a trivalente, que conterá os seguintes vírus:

– Influenza A (H1N1), subtipo Michigan/45/2015

– Influenza A (H3N2), subtipo Hong Kong/4801/2014

– Influenza B, subtipo Brisbane/60/2008

Já a vacina tetravalente, disponível apenas na rede privada, conterá, além dos outros três, o vírus da Influenza B, subtipo Phuket/3073/2013, com circulação mais reduzida entre humanos.

Transmissão e mortes

A transmissão dos vírus Influenza ocorre pelo contato com secreções das vias respiratórias que são eliminadas pela pessoa contaminada ao falar, tossir ou espirrar. Também ocorre por meio das mãos e objetos contaminados, quando entram em contato com mucosas (boca, olhos, nariz).

O vírus do tipo A é o grande responsável pelas epidemias sazonais. Em 2016, o Paraná registrou 183 mortes associadas à infecção pelo vírus Influenza A do tipo H1N1, segundo a Secretaria de Estado de Saúde (Sesa). Destas, 117 eram pessoas com mais de 50 anos, o que equivale a 63,9% do total.

Grupos prioritários 

Os grupos prioritários da vacinação deste ano continuam sendo crianças de 6 meses a 5 anos, gestantes, puérperas, idosos, profissionais da saúde, povos indígenas e pessoas portadoras de doenças crônicas e outras doenças que comprometam a imunidade. Quem está em um dos grupos prioritários e se vacinou no ano passado deve tomar novamente a vacina neste ano.

Em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo, o ministro da Saúde, Ricardo Barros, informou que professores do ensino básico e superior das escolas públicas e privadas também entrarão como público-alvo na campanha de 2017.

Quando começa a vacinação?

A campanha nacional de vacinação contra a gripe começa normalmente entre abril e maio. Neste ano a expectativa é que o governo federal antecipe oficialmente o início em alguns dias, depois do registro de casos da doença antes do período da vacinação no ano passado. Na entrevista ao jornal, Barros disse que a o início da campanha está marcada em 10 de abril, para profissionais de saúde, e 17 de abril, para o público-alvo, mas ainda não há confirmação oficial.

O governo federal ainda está conversando com os estados para definir quais devem receber antes as doses da vacina. Os três estados do Sul são potenciais candidatos, já que a H1N1 tem maior incidência no frio. O governo do Paraná informou que está negociando com o ministério e que não há previsão sobre o início da vacinação no estado.

Adquira agora sua vacina contra o H1N1 na unidade Imunne mais próxima de você:

Marilia: R. Thomas Gonzaga, 185. Tel: 14 3316 7010

Assis: Av. 9 de julho, 390. Tel: 18 3322 2551

Tupã: Rua Coroados, 757. Tel: 14 3441-2243

Email:contato@immune.com.br